Como se forma um Fossil?!

Quinta-feira, 26 de Março de 2009

IV Congresso de GeoCientistas... Tambèm na Reconquista

Publicado por Inês e Joana às 19:18
Link do post | Comentar | Vdicionar aos favoritos

Jornal ESALpicos – IV Congresso de Jovens Geocientistas

Publicado por Inês e Joana às 19:08
Link do post | Comentar | Vdicionar aos favoritos

Alimentação das Trilobites

 

Sabendo que as Cruziana são um tipo específico de icnófosseis, e que correspondem às impressões dos apêndices locomotores deixadas no acto de obtenção de alimento, resta-nos saber como realmente se alimentavam as trilobites.

 

 

Regressemos ao passado e imaginemos uma trilobite a alimentar-se de matéria orgânica contida nos sedimentos, escavando e revolvendo, “lavrando” o substrato arenoso até atingir a interface deste com um nível argiloso de elevada plasticidade. A depressão gerada no nível argiloso por acção dos apêndices locomotores, à medida que o animal avança processando ao alimento, pôde ser preservada e realçada através de certos mecanismos de fossilização, dando origem às inúmeras marcas serpentiformes que hoje podemos contemplar nas imediações de Penha Garcia” (C. Neto de Carvalho, 2004)

 

 

Publicado por Inês e Joana às 18:12
Link do post | Comentar | Vdicionar aos favoritos
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

Enquadramento Geológico de Penha Garcia

 

            Idanha-a-Nova é um dos concelhos do distrito de Castelo Branco. Situa-se no interior de Portugal, integrando a unidade geológica identificada como Maciço Hespérico. O concelho de Idanha-a-Nova é delimitado a sul pelo rio Tejo a Este pelo rio Erges. A Norte e a este encontram-se os concelhos de Penamacor, Fundão e Castelo Branco.
A metade sul do distrito de Castelo Branco integra-se numa superfície aplanada, desnivelada em dois compartimentos através da grande escarpa de falha do Ponsul, a qual põe em contacto o xisto e o granito no degrau superior e as arcoses presentes no degrau inferior. Tendo uma direcção aproximada de NE – SO, é possível considerar que terá resultado da orogenia alpina. Com uma rejeição média que varia entre os 100 e os 200 m ela é claramente visível em Idanha-a-Nova e apresenta-se enquadrada por duas cristas quartzíticas, a de Perdigão e a de Penha Garcia
Os quartzitos, que formam cristas com dois a três quilómetros de largura e com um diferencial de 100 a 400 m, em relação à plataforma de xistos, prolongam-se, por vezes, durante dezenas de quilómetros. A sua formação decorreu desde acerca de 600-650 Milhões de anos.
Publicado por Inês e Joana às 14:18
Link do post | Comentar | Vdicionar aos favoritos
Quinta-feira, 19 de Março de 2009

IV Congresso de Jovens GeoCientistas

       No passado dia 12 tivemos o prazer de participar no IV Congresso de Jovens GeoCientistas na Universidade de Coimbra, organizado pelo "Departamento de Ciências da Terra" desta mesma Universidade.

        Ao longo de todo o dia, vários grupos do 2º , 3º ciclo e Secundário, apresentaram os seus projectos que haviam sido desenvolvidos ao logo dos últimos meses. Para além das apresentações tivemos oportunidade de apreciar os vários Posters que cada grupo fez alusivo aos respectivos trabalhos.

        Foi uma experiência bastante enriquecedora não só pelas diversas apresentações dos mais variados temas, mas também pela experiência e oportunidade de estarmos perante uma plateia imensa.

Publicado por Inês e Joana às 21:19
Link do post | Comentar | Vdicionar aos favoritos

Rusophycus

 

                Quando descemos do castelo de Penha Garcia pelo trilho que nos leva até ao leito do rio Ponsul, podemos observar de perto o grande número de icnofósseis presentes no parque Icnológico.
                Nas cristas quartzíticas de Penha Garcia, para além das Cruziana, marcas que registam a alimentação das trilobites, podem também ser avistados indícios do repouso destes seres: Rusophycus.
                Rusophycus tem a forma de um grão de café e com lobos geralmente cobertos de estrias, provocados pelos cerca de treze pares de patas.
 

 

Publicado por Inês e Joana às 21:08
Link do post | Comentar | Vdicionar aos favoritos

Mais sobre nós

Pesquisar neste blog

 

Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Posts recentes

Pseudoicnofósseis

Os Olhos das Trilobites

Vantagens dos Icnofósseis...

IV Congresso de GeoCienti...

Jornal ESALpicos – IV Con...

Alimentação das Trilobite...

Enquadramento Geológico d...

IV Congresso de Jovens Ge...

Rusophycus

Algumas Fotografias...

Arquivos

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008